22 janeiro 2024

RUA DA ATALAIA | | BAIRRO ALTO | CONDICIONAMENTO ao TRANSITO.

 Comunicado CML.


Bairro Alto, zona de diversão noturna da cidade, recebe centenas de pessoas, em especial, aos fins de semana, que circulam a pé pelas ruas antigas e tradicionais do Bairro.


Com o principal objetivo de aumentar a segurança de quem circula a pé nesta zona e pretende usufruir do espaço público, no próximo fim de semana dias 19 e 20 de janeiro (sexta-feira e sábado), entre as 22h e as 4h, o trânsito estará cortado na Rua da Atalaia, entre a Rua do Grémio Lusitano e a R u a d o L o r e t o .

 

O condicionamento da rua será acompanhado por 2 patrulhas mistas da Polícia Municipal e PSP.

Amigo estamos contigo!

 

Caros Clientes e Amigos!
Apenas hoje me dirijo a vós porque ainda me custa a acreditar que o Bota Alta fechou!!
Foram anos de muito trabalho mas sobretudo de muitas alegrias conquistadas através de laços de amizade que criei com clientes que agora chamo amigos!
Conseguimos ultrapassar várias crises, nomeadamente o Covid, época em que continuamos sempre a pagar a renda e foram mantidos todos os funcionários.
A última crise chama-se Bairraltimo na pessoa de Francisco Guimarāes - que aumentou a nossa renda mensal de 1300€ para 11.000€!
É mesmo verdade 11.000€ !!!!
O Bota Alta era Loja com História!! É lamentável não haver nenhuma legislação para regulamentar o valor das rendas...
É muito triste a Câmara municipal de Lisboa não intervir.
Tenho pena, muita pena de fechar, assim como tenho pena do Bairro Alto e desta Lisboa que está a fechar!!!
Agradeço a todos que por aqui passaram e desejo um óptimo 2024!
Obrigado!
Paulo Cassiano

09 abril 2020

Carta Aberta a António Costa.



Exmo. Sr. Primeiro Ministro de Portugal Dr. António Costa,
Com audácia e determinação, Vossa Excelência conseguiu ser Primeiro-Ministro de Portugal, num momento em que muitos o achavam derrotado e sem futuro. Fê-lo negociando com imaginação e arrojo acordos e criando as condições para formar governo, tornando -se o primeiro a consegui-lo com tal fórmula político-parlamentar.


Contra todas as expectativas, liderou um governo durante quatro anos, com muitos a anunciarem o seu fim antecipado. Com sabedoria e prudência, mas também coragem e persistência, demonstrou rigor e sensibilidade nas decisões tomadas e nas medidas adoptadas.
Provou não ser preciso depreciar os portugueses para sair da crise e dotar o país de novas dinâmicas. Depois de um período de políticas duras, embora muitas delas inevitáveis naquela conjuntura, soube virar a página e olhar o futuro com ambição.

É claro que, para além do talento e da lucidez, também teve sorte! A verdade, porém, é que, para tudo na vida, a sorte faz falta e ajuda. Mas já diz o velho ditado que "a sorte dá muito trabalho" e somos nós que a ajudamos a ser a nossa sorte.

Orgulhamo-nos de ter um Primeiro-Ministro "irritantemente optimista", que foi capaz de formar um governo naquelas circunstâncias, negociando difíceis e exigentes acordos com parceiros exigentes e difíceis. Orgulhamo-nos de ter um Primeiro-Ministro que não deixou de honrar os seus compromissos políticos e partidários, sem deixar de cumprir os nossos compromissos nacionais e europeus.

Com agilidade e argúcia, soube conciliar o que parecia inconciliável, conseguindo uma verdadeira “quadratura do círculo”: atender as exigências dos parceiros de Acordo e não ceder na defesa dos interesses do país. Assim, conseguiu, com a colaboração valiosa do ministro Mário Centeno, impor rigor às finanças e crescimento à economia. Assim, conseguiu afirmar-se como um líder de referência e prestígio na cena nacional e internacional.

Senhor Primeiro-Ministro,

Quis, agora, o destino que fosse Vossa Excelência a liderar os destinos do nosso Portugal, no período mais difícil, turbulento, arriscado e de dias mais negros da nossa história recente.

Neste combate pela vida e pelo futuro, Vossa Excelência tem demonstrado as mesmas qualidades de audácia e determinação. E tem mostrado uma rara capacidade de planeamento e sensatez na procura das melhores soluções para fazer face à emergência, minorar os riscos e manter a coesão nacional.

Essas mesmas qualidades de que tem dado provas ao enfrentar, com a abnegada ministra Marta Temido e outros dirigentes sanitários, a crise de saúde pública, precisamos delas também para enfrentar a crise económica e social que já começou.

Precisamos de um esforço imenso, de decisões arrojadas e de medidas excepcionais para salvar o destino dos Portugueses, as suas empresas e os seus postos de trabalho. Precisamos de criar e juntar meios, recursos, disponibilidades e vontades. Precisamos de liderança e de estratégia. Precisamos de uma exigente e vigilante consciência nacional do que está em causa. Precisamos que ninguém se sinta alheio, dispensado ou afastado deste combate.

Neste tempo que em que o presente é tão perigoso como o futuro, apelamos, mais do que nunca, à clarividência e à tenacidade dos nossos governantes. E à sua capacidade de mobilizar os cidadãos num combate pela economia e pelo trabalho, que é também um combate pela cidadania, pela democracia, pelos Portugueses e por Portugal.

As medidas até agora tomadas, nestes domínios, são, na sua maioria, indispensáveis, necessárias e úteis, mas também precárias, frágeis e insuficientes. Precisamos de ir mais longe e mais fundo. Precisamos de evitar o «Salve-se quem puder!» e o «Vale tudo!» Precisamos de impedir que os egoísmos, os oportunismos e os corporativismos, que estão sempre à espreita das ocasiões propícias, se tornem dominantes e parasitários. Precisamos de reforçar o sentimento de que «estamos todos no mesmo barco» e de que, só nos salvaremos, se nos salvarmos todos. Precisamos de fazer prevalecer o interesse geral e o bem-comum sobre os interesses particulares.

E precisamos, mais do que nunca, de continuar a ter a audácia indispensável para enfrentar os poderosos interesses europeus, com a arrogância e a crueldade “repugnante” com que se manifestam. Neste momento, é também o destino da Europa que está em causa!

Cabe lhe a si, senhor Primeiro-Ministro, salvaguardar e proteger o futuro dos portugueses e a solidariedade europeia.

Faça o mesmo que, politicamente, tem sabido fazer como Chefe do Governo: procure aliados activos e solidários, sendo que os primeiros deles são os povos ameaçados e temerosos.

Não podemos aceitar que uma crise destas seja resolvida com recurso à receita tradicional de mais austeridade para os mesmos: aumento de impostos e cortes nos rendimentos. Precisamos de ter a visão larga, vigorosa, solidária e humanista que tiveram os que dirigiram o mundo depois da II Guerra Mundial.

Confiamos em António Costa, em Mário Centeno, em Marta Temido e nos outros governantes. Confiamos neles com uma confiança feita de exigência, de expectativa e de avaliação.

Confiamos neles, porque queremos confiar no nosso futuro comum.

Bem Hajam e Bom Trabalho!!!

Com os Votos de Uma Santa Pascoa!

Força Bairro Alto!

Força Portugueses para o bem de Portugal!

Hilário Castro
Presidente da Direção da Associação de Comerciantes do Bairro Alto.

19 junho 2019

ACBA Informa: Alterações à Recolha de Lixo, 20 de Junho

A Câmara Municipal de Lisboa informa que, face ao feriado de Dia de Corpo de Deus, na noite de 20 para 21 de Junho não haverá recolha de lixo indiferenciado, com a exceção das zonas da cidade em que está implementado o sistema de recolha seletiva porta a porta, bem como em Alfama, Bairro Alto e Mouraria.
A Câmara de Lisboa e a Freguesia da Misericórdia agradecem a colaboração de todas e de todos, para que acondicionem bem os seus resíduos e evitem colocá-los para remoção na noite de 20 para 21 de Junho.


11 junho 2019

ACBA Informa: Alterações à Recolha de Lixo, 13 de Junho

A Câmara Municipal de Lisboa informa que, face ao feriado de Dia de Santo António, na noite de 13 para 14 de Junho não haverá recolha de lixo indiferenciado, com a exceção das zonas da cidade em que está implementado o sistema de recolha seletiva porta a porta, Alfama, Bairro Alto e Mouraria.
A Câmara de Lisboa agradece a colaboração de todos, para que acondicionem bem os seus resíduos e evitem colocá-los para remoção na noite de 13 para 14.

22 maio 2019

ACBA Informa:


ACBA Informa: Acordo de Transitabilidade para Autocarros com Dimensão Superior a 10 metros

Ficou definido entre a Associação de Comerciantes do Bairro Alto e os Associados uma nova regra na formalização dos pedidos à Câmara Municipal de Lisboa.

A Associação de Comerciantes do Bairro Alto, recebe dos associados um plano da necessidade dos autocarros nos próximos cinco (5) dias.

De acordo com esse plano, a formalização para o pedido à C.M.L. com as matriculas, terá que chegar à A.C.B.A., nas seguintes condições:

* Até à véspera de Segunda a Quinta-Feira, às 11H30.
* Às Sextas-Feiras, até às 16H00.

A partir destes horários, a A.C.B.A., enviará os pedidos à C.M.L. (dmm@cm-lisboa.pt), no prazo de 30 minutos.

Junto remetemos o comunicado de Certificado de Transitabilidade.

A Direcção da Acba Bairro Alto




24 abril 2019

ACBA Informa


A Câmara Municipal de Lisboa informa que, face às comemorações do Dia da Liberdade, feriado de 25 de Abril, na noite de 25 para 26 não haverá recolha de lixo indiferenciado, com a exceção das zonas da cidade em que está implementado o sistema de recolha seletiva porta-a-porta, bem como em Alfama, Bairro Alto e Mouraria.
A Câmara de Lisboa e a Freguesia da Misericórdia agradecem a colaboração de todos, para que acondicionem bem os seus resíduos e evitem colocá-los para remoção nessa noite. 

ACBA Informa: Licenciamento de Ocupações do Espaço Público no âmbito das festas da cidade.


18 abril 2019

ACBA Informa:

"A Câmara Municipal de Lisboa informa que, face ao Feriado de Sexta-feira Santa, na noite de 19 para 20 de Abril não haverá recolha de lixo indiferenciado, com a exceção das zonas da cidade em que está implementado o sistema de recolha seletiva porta-a-porta, bem como em Alfama, Bairro Alto e Mouraria.
A Câmara de Lisboa e a Freguesia da Misericórdia agradecem a colaboração de todos, para que acondicionem bem os seus resíduos e evitem colocá-los para remoção nessa noite."


04 março 2019

ACBA Informa: Alterações à recolha de lixo no Carnaval

A Câmara Municipal de Lisboa informa que, tendo em conta as festividades de Carnaval, na noite de 05 para 06 de Março não haverá recolha de lixo indiferenciado, com exceção das zonas da cidade em que está implementado o sistema de recolha seletiva porta-a-porta, assim como nos Bairros de Mouraria, Alfama e Bairro Alto.
Apela-se a todos os Munícipes/ Fregueses para que acondicionem bem os seus resíduos e evitem colocá-los à remoção na terça-feira à noite, 05 de Fevereiro, optando por fazê-lo na noite seguinte.
Nas zonas da cidade em que é efetuada recolha seletiva porta-a-porta e recolha em serviço diurno, mantém-se o calendário de recolha estabelecido.
A Câmara Municipal de Lisboa e a Junta de Freguesia da Misericórdia agradecem a colaboração de todos, juntos no compromisso de uma cidade mais limpa.
#Juntos dividimos as tarefas da higiene urbana! #